quarta-feira, 17 de outubro de 2012

A ponte do amor gay, sem ser visto *.*


As relações amorosas dão trabalho, tenho a certeza, mas também sei que elas se alteram e crescem...

Na ultima vez que vi o príncipe encantado, abraça-mo-nos nos, fechei os olhos e por um instante não me queria afastar, Naquele momento a força vinda do interior dele, o calor o momento em si era um momento bem "hot"...

Quando escrevo sobre estes temas aqui no blog, tento contar as historias do meu dia-a-dia fazendo do blog um semi-diário, mas as vezes a história não esta completa, alias esta inacabada...
Voltando ao tema, hoje o encontro foi quente, tudo a volta deixou de importar, um beijo saiu de ambas as partes, tudo o que se passou, foi especial ele convidou.me para ir ao cinema eu não pude recusar....

No centro comercial tudo mudou, não podiam haver beijos, sentimentos amorosos, vida dentro do centro comercial existia, mas sabia que se beija-se o meu príncipe ali, não iria correr bem uma vez que ele não é assumido, agora so uma pergunta Será que faço bem em não o pressionar ou devo? Tenho medo que ele se sinta pressionado de mais, e da sua atitude...

Já no cinema, o escuro, so a claridade do filme e tudo a volta parou, beijos, abraços carinhos aconteceram naquela tarde magica, em que tudo se envolveu num clima de amor e alegria...

Enfim, as vezes mais vale namorarmos ás escondidas do mundo do que não ser amado,os beijos, abraços as escondidas dão sempre mais alegria!